Na tarde desta quarta-feira (18), a reportagem do 14News recebeu denúncia vinda do AME – Ambulatório Médico de Especialidades dizendo que as pessoas que trabalham no local não podem usar máscaras para se proteger.

“A chefia não deixa usar máscara. E a gente tem contato com paciente que tosse. Mesmo assim a gente não pode usar máscara. Só orientam lavar as mãos. Não existe máscara para paciente mesmo aos que chegam gripados; nem álcool em gel tem para essas pessoas. Aqui não era para estar aberto porque vem gente de Bariri, Jaú, Dos Córregos – então não precisaria estar funcionando – pois são exames agendados, sem a necessidade de urgência. Aqui não é PS”, disse um denunciante que pediu para não ser identificado na reportagem porque pode ser prejudicado.

A AME informou ao 14News que as máscaras são usadas por pacientes que cegam com os sintomas de gripe ou funcionários com risco iminente devido ao contato com quem é atendido, mas os trabalhadores do setor administrativo não. O atendimento por enquanto segue normal.

No PS da Unesp também não havia uso de máscaras e a resposta enviada pela assessoria, é que essa foi uma orientação de profissionais. A não utilização era para não alarmar as pessoas.

O Ministério da Saúde em uma das reportagens da Agência Brasil citou o seguinte entre os cuidados necessários: “As unidades devem promover também o uso adequado e racional de equipamentos de proteção individual. A máscara, por exemplo, é indicada aos doentes, contatos domiciliares e profissionais de saúde”.

IMAGEM – RECOMENDAÇÃO MINISTÉRIO DA SAÚDE