27 de janeiro de 2022

Desde 2015 | A informação começa aqui!

Moradores relatam ataque de abelhas e morte de animais

-Equipes da Vigilância Ambiental em Saúde e os bombeiros na ação recente.

Animais morreram durante ataque de abelhas em um imóvel, no Bairro Convívio, em Botucatu, neste sábado (08).

O enxame estava no telhado de uma casa e um apicultor que foi contratado tentava fazer a retirada quando as abelhas começaram a atacar as pessoas e os animais, sendo que um cachorro e algumas galinhas morreram.

O Corpo de Bombeiros e a Vigilância Ambiental em Saúde foram acionados, sendo que o serviço de zoonozes que chegou primeiro no endereço deu prosseguimento com o atendimento, inclusive orientações para evitar mais acidentes. A continuidade da verificação se ainda existiam abelhas seria realizada nos próximos dias. As pessoas que conversaram com o 14News disseram que apesar das picadas elas não precisaram de atendimento médico.

Tratam-se abelhas africanizadas que também picaram pelo menos duas pessoas na mesma vizinhança.

ATENDIMENTO RECENTE NA CIDADE

A Vigilância Ambiental em Saúde de Botucatu-SP foi acionada para avaliar um enxame de abelhas africanizadas que estava numa árvore na Praça da Paróquia Santa Teresinha do Menino Jesus (fotos) no final de janeiro.

Chegando ao local, uma equipe da VAS constatou que se tratava de um enxame fixo. Na noite da quarta-feira, 29, com o apoio do Corpo de Bombeiros, os agentes de combate as endemias da VAS, realizaram a transferência da colmeia para a “Caixa de Captura” e esta foi encaminhada para o Setor de Apicultura do Departamento de Produção Animal da UNESP.

A VAS orienta a população a não tentar fazer a remoção de abelhas africanizadas ou vespas se não tiver conhecimento técnico para isso, pois o manejo inadequado poderá ocasionar acidentes envolvendo pessoas e animais.

Existem cerca de 20.000 espécies de abelhas: As mais conhecidas são as comumente denominadas abelhas africanizadas (mistura da abelha africana com a européia) que podem causar acidentes, devido a inoculação de veneno com ferrão. Existem também as chamadas abelhas nativas, as quais em sua grande maioria não têm ferrão nem veneno (arapuá, jataí, mandaçaia, entre outras) e, normalmente, enroscam no cabelo quando importunadas. Como não inoculam veneno, não são passíveis de controle, além de serem protegidas por lei ambiental. Encontramos ainda as mamangavas, abelhas grandes, com ferrão e veneno, que em geral fazem seus ninhos no solo ou em ocos de árvores.

Medidas preventivas

Na realidade não se pode prever a chegada de um enxame e/ou estabelecimento de uma colmeia num local. Porém, existem algumas orientações importantes a fim de evitar acidentes.

Em caso de enxame viajante ou colmeia instalada:

• Não jogar nenhum produto sobre o enxame ou colméia, como álcool, querosene, água ou inseticida, porque neste caso elas podem se sentir ameaçadas e ferroar;
• Retirar do local ou das proximidades pessoas apavoradas, alérgicas à picada de abelhas, crianças e animais;
• Não bater, ou tocar ou fazer movimentos bruscos e ruidosos próximos à colmeia;
• Quando constatada a presença de colmeia/vespeiro instalado em locais que representem risco à saúde da população, entrar em contato com o telefone 3813-5055 ou bombeiros 193;
• Em caso de reincidência de instalação da colmeia no mesmo lugar, deve-se tomar providencias no sentido de eliminar esse abrigo, como, por exemplo, vedar frestas ou buracos por onde elas adentraram, remover materiais inservíveis (caixotes, móveis, pneus, etc) entre outros.

ABAIXO ORIENTAMOS SOBRE A DENGUE:

Agentes de combate as endemias da Vigilância Ambiental em Saúde de Botucatu-SP, encontraram larvas de Aedes aegypti nos internódios de uma cerca de bambu. Os agentes de combate as endemias são profissionais capacitados para identificar possíveis criadouros que muitas vezes passam desapercebidos pela população. Fique de olho em cada canto do quintal.

https://www.facebook.com/vigilanciaambientalbotucatu/videos/1064109457256690/?t=22
https://www.facebook.com/oficinasuprema/videos/806821323130494/?t=4
Redação 14 News

Redação 14 News

Você pode gostar também

Fique informado

Receba nossas news em seu e-mail.

Publicidade

Mais recentes